Doce de abóbora e canela


Gosta de uma deliciosa sobremesa mas está sempre a pensar na dieta e no verão que está para chegar, com as idas à praia. Eu já penso mas, também não dispenso uma sobremesa e esta é divinal. Experimentem...

Creme de ervilhas [com bacon]


A primavera chegou e o frio voltou... Podia ser a letra de uma música, mas não é. É mesmo a realidade!!!
No fim de semana cheirou a mais do que primavera, cheirou a verão e a dias grandes, quentes e de muitos petiscos mas, a verdade é que está frio, que parece inverno. Apetece chegar a casa e comer um sopa bem quentinha e reconfortante, que é o tipo de comida que não como, mesmo, no verão.
A sopa é um dos pratos mais completos da chamada dieta mediterrânea mas, que muitas vezes descuramos, e é tão simples e tão rápida de preparar.
Esta semana vi uma reportagem sobre a população portuguesa que, cada vez está mais obesa e que não consome fruta nem legumes, A sopa é uma boa forma de o fazer. A sua saúde começa em si e em sua casa, COMA FRUTA E LEGUMES.

Cenoura

A sua origem situa-se no Afeganistão, onde ainda cresce espontaneamente, embora o seu aspeto seja um pouco diferente do que se conhece como "normal".
Foram necessários séculos para que, este legume deixasse de ser conotado como alimento dos pobres e sem interesse e passa-se a ser considerado de grande importância. 
Existem muitas variedades de cenouras e muitas cores; são ricas em pró-vitamina A (caroteno), é boa para a pele e para a acuidade visual e, talvez pelo sabor doce, é um alimento de eleição dos bebés.
Deve-se comprar com a folhagem fresca e rejeitar as enrugadas, flácidas e com manchas. As melhores são as do inicio da primavera, mais finas e menos fibrosas. As cenouras podem ser conservadas durante alguns dias no frigorífico, devidamente acondicionadas; podem ser congeladas, inteiras ou em rodelas, depois de branqueadas (ou escaldadas). 
É muito vasta: crua, ralada em salada e temperada com uma vinagreta; cozida em água ou em vapor, em sopas, estufada, guisada, em compotas, bolos, entre outros cozinhados. Quando a rama for bem fresca, pode ser utilizada como hortaliça em sopas e guisados.

Nota: Ver receitas com cenoura (aqui)

Sponge cake de chocolate [recheio coulis de frutos vermelhos e cobertura buttercream]



Como vos tinha dito a minha avó Adelina festejou 92 anos e teve direito a dois bolos de aniversário. este foi o que eu fiz. Tentei reproduzir o que aprendi no curso da Sandra do blog Migalha Doce. Não conhecem? Então visitem e deliciem-se, tem bolos M-A-R-A-V-I-L-H-O-S-O-S.
Desejo a todos um bom fim de semana e sejam felizes, é o melhor lema para enfrentar a vida.

Bolo de ananás [cobertura e recheio de creme de pasteleiro]


No passado dia 4 de março a minha avó Adelina (a única que ainda tenho cá) fez 92 anos e, claro está que tem que ser festejado. E, como um bolo de aniversário não chega, teve direito a dois, um feito pela filha e outro pela neta.
Este que vos deixo a receita foi feito pela minha mãe, é muito saboroso e muito refrescante, devido ao ananás no seu interior.
Espero que gostem e boa semana.

Aldeia da Saúde [Leiria - 2017]

A Aldeia da Saúde volta nos dias 10, 11 e 12 de março, a Leiria. É uma oportunidade para saber mais sobre hábitos e estilos de vida saudáveis e fazer uma avaliação gratuita à sua saúde.
É um evento promovido anualmente pelo semanário Região de Leiria, no Largo do Papa. Durante 3 dias, cerca de 20 expositores convidam-no a despistar problemas de saúde, através de rastreios e avaliações.
Em paralelo, tem ao seu dispor um conjunto de workshops, com possibilidade de aprender e/ou aprofundar os seus conhecimentos sobre comportamentos saudáveis.
Este evento oferece todas estas opções gratuitamente.

Sopa de cenoura e batata-doce


Com estes dias frios, sabe tão bem chegar a casa e comer um sopa quentinha e bem reconfortante, não concordam?
Adoro enrolar-me numa manta, com a taça da sopa quente nas mãos e, em simultâneo ver uma serie, sentada no sofá.
Esta sopa fica bem cremosa e bem saborosa e o cheirinho dela invade toda a casa...

Bolo de maçã

Era domingo e, quando me estava a sentar para almoçar, senti que me apetecia uma sobremesa, para saborear com o café e que não tinha. "No problem", disse eu em voz alta e, ri-me sozinha. Bem certo que se me estivessem a ver e a ouvir, diriam que eu era maluca mas, não me importo e num instante fiz o bolo que coloquei no forno, enquanto almoçava.
Ficou bonito, disse eu, outra vez, em voz alta. Naquele domingo eu estava assim!!! Tolinha de todo... mas, com uma bela fatia de bolo a acompanhar o meu café!