Quinta do Carqueijal Rosé

É um vinho da região do Douro, muito frutado e com aromais florais e com um grau alcoólico de 12,5%.
Possui 90% de Touriga Franca, 5% de Touriga Nacional e 5% de Tinta Roriz como castas, proporcionando assim uma prova suave e delicada com um final persistente mesmo sendo um vinho de carácter único e com uma personalidade forte.
Deve ser servido a uma temperatura de 8-10ºC.
É um excelente vinho para entradas.

Eu acompanhei com Cogumelos à La Creme (ver aqui).




Castas

Touriga Franca é uma das castas mais plantadas na zonha do Douro e Trás-os-Montes. É considerada uma das melhores castas para a produção de vinho do Porto e do Douro, mas o seu cultivo já foi alargado para as regiões da Bairrada, Ribatejo, Setúbal ou Estremadura. A Touriga Franca tem produções regulares ao longo do ano e é bastante resistente a doenças. os seus cachos são médios ou grandes com bagos médios e arredondados. os vinhos produzidos por esta casta têm uma cor intensa e são bastante frutados. No vinho do porto, a Touriga Franca integra os lotes com a Tinta Roriz e a Touriga Nacional.

Touriga Nacional é uma casta nobre e muito apreciada em Portugal. Inicialmente cultivada na região do Dão, rapidamente foi expandida à zona do Douro para ser utilizada na produção de vinho do Porto.
Recentemente, os produtores descobriram o valor da Touriga Nacional na produção de vinhos de mesa tintos e o seu cultivo foi alargado para outra regiões como o Alentejo.
É uma casta de pouca produção: possui cachos abundantes, mas pequenos. Os bagos têm uma elevada concentração de açúcar, cor e aromas.
Os vinhos produzidos ou misturados com esta casta são bastante equilibrados, alcoólicos e com boa capacidade de envelhecimento.

Tinta Roriz é uma das castas mais conhecidas da Península Ibérica. Originária de Espanha, onde toma o nome de Tempranillo. É uma casta muito adaptável a diferentes climas e solos, por isso o seu cultivo tem aumentado e alargado para as regiões do Dão, Ribatejo e Estremadura.
Para as características serem excelentes, a sua produção tem de ser controlada. As condições ideais são solos arenosos e argilo-calcários em climas quentes e secos, para que a produção seja menor e os bagos mais concentrados. Esta casta origina vinhos de elevado teor alcoólico, de baixa acidez e indicados para envelhecer, sendo muito resistentes à oxidação.

5 comentários:

  1. Muchisimas gracias por tu comentario en mi blog, siempre es un apoyo tener tanta gente por la blogosfera tan buena, besos
    Sofía

    ResponderEliminar
  2. nossa que chique meus adoram esse tipo de vinho para entradas também bela postagens, Beijokas bom fim de semana
    ...
    http://www.estilopropriobysir.com

    ResponderEliminar
  3. OI Susy, ótima dica de vinho. Vou procurar aqui no Brasil.

    beijos
    Chris
    Inventando com a Mamãe

    ResponderEliminar