Pudim do Abade de Priscos


És como um diabo para mim!
A tua primeira vez comigo e a vergonha não te inibiu de te prostrares sobre mim. Mas eu não desisto e teimei em conseguir ter-te inteirinho só para mim.
A tua beleza é incomensurável e eu estou desmesuradamente presunçosa. Tenho a certeza que te irei admirar para sempre.
Despi-te o fato preto e deitei-te sob o fundo verde que adoro e ali permaneci a observar-te sem conseguir pestanejar.
Neste momento, chega o outro, o meu marido, e contemplando o meu olhar sobre ti afirma que realmente tu és sublime e que também te deseja.
A descoberta começa e eu tenho a certeza de que nunca esquecerei este momento. Levei-te aos meus lábios e, pouco a pouco, toda a minha boca te absorveu e me conduziu ao êxtase.
Tentei resistir-te, mas foi absolutamente impossível, e hesitantes clímax me proporcionaram instantes de puro deleite.
Mas não posso prosseguir contigo e tenciono deixar-te e impedir-te de me teres.
A tua doçura treslouca-me, a tua beleza faz-me olhar-te desmesuradamente, o prazer de te sentir nos meus lábios excita-me e tenho que te deixar. És um veneno para mim!
Preciso de me sentir bonita e sexy e tu não me compreendes e tentas desesperadamente apoderares-te de mim.
Nunca esquecerei os momentos envolventes que passámos os dois e até os três, mas não podemos continuar.
Por ora, despeço-me com uma enorme saudade e desejo mas com a certeza de que te voltarei a sentir roçar os meus lábios.
Não é um adeus, é um até já… meu Pudim do Abade de Priscos.
(Susana Coelho, Curso Escrita Criativa)

Adaptado de
Cozinha Tradicional Portuguesa, Maria de Lourdes Modesto


Ingredientes
500g de açúcar
40g de toucinho
5dl de água
1 cálice de vinho do Porto
1 pau de canela
casca de limão
15 gemas
caramelo q.b.


Preparação
Leva-se o açúcar ao lume com a água, a casca de limão, o pau de canela e o toucinho cortado em tiras fininhas. Deixa-se ferver até fazer ponto de fio (103ºC).
Retira-se a calda do lume, deixa-se arrefecer e juntam-se as gemas misturadas com o vinho do Porto.
Deita-se a massa num forma, previamente barrada com caramelo.
Leva-se a cozer em forno bem quente (250ºC), em banho-maria (no meu forno cerca de 2 horas e 30 minutos).
Desenforma-se frio, colocando a forma dentro de um recipiente com água morna, durante 1 minuto.
Servi o pudim na minha travessa Bordallo Pinheiro (é linda não acham?).



Tempo de preparação: 1 hora
Quantidade: 8 pessoas
Custo: médio
Grau de dificuldade: médio (**)
Vegetariano: Não
Para crianças: Sim
Ingrediente principal: Gemas

16 comentários:

  1. Eu não sei bem como adjectivar este doce, perfeito? Acho pouco… sinceramente um dos melhores que já fizeste (se não mesmo o melhor)!
    Muitos parabéns 

    ResponderEliminar
  2. Susana, que lindo, tudo!!!!
    Estás duplamente inspirada....A escrever e a preparar esse Manjar dos Deuses....E eu que estou há muito tempo sendo tentada a preparar um ,vejo-me agora,mais pressionada do que nunca!!!
    E que linda essa peça verde, de se perder tempo a admirar!
    Depois de todo esse espetáculo, só me resta desejar que tenhas um final de semana maravilhoso e feliz, beijinhos, Katia.

    ResponderEliminar
  3. É dos pudins que o meu marido mais gosta.
    Ficou muito bonito!
    Beijinho

    ResponderEliminar
  4. Que pudim magnífico, mesmo irresistível!

    ResponderEliminar
  5. Que inspiração sensual e degustativa!
    Um dia talvez faça!
    Um domingo...bem bom!!!

    ResponderEliminar
  6. Que bonito ficou, e tão perfeito, vindo desse livro só pode ser uma tentação.

    beijinhos

    ResponderEliminar
  7. Esse pudim está mesmo apetitoso!
    Estás inspirada... ;)

    ResponderEliminar
  8. Olá... Mas que delicia, para mim uma fatia bem avantajada.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  9. Susana tu é que és um diabo para mim! isso faz-se? Deixar aqui uma gravida a salivar?...
    Que aspecto fabuloso...adoro Pudim Abade de Priscos.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  10. Adoro pudim!!!
    E esse minha querida, ficou uma delicia!!!
    Beijinho!

    ResponderEliminar
  11. Uauu que lindo!! Sempre tive curiosidade de fazer... mas nunca fiz.
    Agora as galinhas da sogra estão a pôr ovos como loucas e estava a pensar em aproveitar em fazer uma sobremesa daquelas que levam muitosss ovos... esta está na lista... mas ainda não decidi. Ficou maravilhosa,

    ResponderEliminar
  12. Também adoro pudins e o teu ficou simplesmente fantástico! Que bom aspecto!
    Obrigada pela ótima sugestão!
    Beijinhos ;)

    ResponderEliminar
  13. Adoro pudim Abade de priscos e o teu ficou divinal !! E já agora, fiquei a cobiçar a tua travessa que é lindíssima e já lhe pisquei o olho na loja das louças.
    bjns

    ResponderEliminar
  14. Que pudim mais tentador! Estou a babar por um bocadinho. Que delícia!

    ResponderEliminar