Pão de mistura com iogurte


Pela estrada fora, toc, toc, toc
guia o jumentinho uma velhina errante.
Como vão ligeiros, ambos a reboque,
antes que anoiteça, toc, toc, toc
a velhinha atrás, o jumentinho adiante!

Toc, toc, a velha vai para o moinho
tem oitenta anos, bem bonito rol!
E contudo alegre como os passarinhos
toc, toc, e fresca como um branco linho
de manhã nas relvas a corar ao sol!

Vai sem cabeçada, em liberdade franca,
o jerico roço, duma linda cor,
nunca foi ferrado, nunca usou retranca,
Tange-o, toc, toc, a moleirinha branca
com o galho verde duma giesta em flor.
Vendo esta velhota, encarquilhada e benta,
toc, toc, toc, que recordação!
Minha avó ceguinha se me representa
Tinha seis anos, tinha ela oitenta,
quem me fez o berço, fez-lhe o seu caixão.

Toc, toc, lindo burriquito
para as minhas filhas, quem mo dera a mim!
Nada mais gracioso, nada mais bonito!
Quando a Virgem pura foi para o Egipto.
Com certeza que ia num burrico assim.
Toc, toc, é tarde, moleirinha santa!
Nascem as estrelas, vivas em cardume.
Toc, toc, toc, e quando o galo canta,
logo a moleirinha - toc, se levanta,
p'ra vestir os netos, p'ra acender o lume.

Toc, toc, como se espaneja,
lindo, o jumentinho pela estrada chã!
Tão ingénuo e humilde, dá-me, salvo seja,
dá-me até vontade de o levar à igreja
baptizar-lhe a alma p'ra fazer cristã!

Toc, toc, toc, e a moleirinha antiga,
toda, toda branca, vai numa fescata...
Foi enfarinhada, sorridente amiga,
pela mó da azenha com farinha triga
pelos anjos louros com luar de prata!

Toc, toc, como o burrito avança!
Que prazer d'outrora para os olhos meus!
Minha avó contou-se, quando fui criança,
que era assim tal e qual a jumentinha mansa
que adorou nas palhas o Menino-Deus.

Toc, toc, é noite, ouvem-se ao longe os sinos,
moleirinha branca, branca de luar!
toc, toc, e os astros abrem diamantinos
como estremunhados querubins divinos,
os olhitos meigos para a ver passar.

Toc, toc, vendo, sidera tesouro,
entre os milhões de astros o luar sem véu,
o burrico pensa: Quanto milho louro!
Quem será que mói estas farinhas de ouro
com a mó de jaspe que anda além no céu?

(A Moleirinha, Guerra Junqueiro)



Adaptado de
Pão feito em casa, M. Margarida Pereira Muller, Feitoria dos Livros


Ingredientes
250ml de leite
250ml de iogurte natural
50g de margarina à temperatura ambiente
400g de farinha de centeio
100g de farinha de trigo integral
1 colher (sopa) de sal Marnoto by Necton
1 pacote de levedura liofilizada


Preparação
Coloque todos os ingredientes numa taça, começando pelos ingredientes líquidos.
Amasse e deixe levedar 1 hora em local quente.
Amasse novamente e deixe levedar mais 30 minutos.
Leve ao forno a cozer.


26 comentários:

  1. Susy,

    Pãozinho caseiro e um aroma delicioso na cozinha, não tenho dúvida... que mais se pode pedir ?
    Está fantástico !

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Gosto demais de pães que levam iogurte Susy, saindo ainda quentinho do forno é de babar, ficou mesmo lindo seu pão. Adorei o poema, muito fofo. Beijinhos ótima semana

    ResponderEliminar
  3. Ficou com ótimo aspecto!!!
    Bjs :)

    ResponderEliminar
  4. Hum que fofo ficou Susy e estaladiço, uma delicia adoro fazer pão.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  5. Embora não seja mt de fazer pão em casa, adoro pão mais escuro!! Tem um aspecto molhado e denso... deve ser delicioso!!

    ResponderEliminar
  6. Ora aqui está algo que nunca comi mas fiquei cheia de vontade de experimentar!

    ResponderEliminar
  7. O teu pão ficou com um delicioso interior!

    ResponderEliminar
  8. Adoro pão caseiro, que bom aspecto

    ResponderEliminar
  9. Que belo aspecto!
    Beijinhos,
    http://sudelicia.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  10. Muito bom, vou levar comigo. Bj

    ResponderEliminar
  11. Adoro pão feito em casa, levo um bocado :-)

    Beijokas

    ResponderEliminar
  12. Que pão fantástico! Adoro pão caseiro :)

    Beijinhos*

    ResponderEliminar
  13. Está com uma textura e aspecto magníficos este teu pão!!!!
    Beijinhos e bom fim de semana,
    Lia.

    ResponderEliminar
  14. Adoro pão de mistura e esse ficou perfeito
    Bom fim de semana
    bj

    ResponderEliminar
  15. Acho tão chique fazer pão em casa..
    Tudo de bom né?

    Beijo minha linda.. e um final de semana especial viu?

    ResponderEliminar
  16. Susana obrigado pelo teu comentário no meu cantinho.
    Bem mas este pão está divino! :)
    A foto da fatia mostra como está perfeito.
    Beijinho

    ResponderEliminar
  17. Adoro pão caseiro e o teu tem óptimo aspecto.
    Bjinhos*

    ResponderEliminar
  18. A foto ficou ótima
    Imagina o sabor desse pão bem quentinho
    com manteiga ou geleia ai ai é td de bãooooooo

    Bom final de semana!

    Abraços de sempre


    └──●► *Rita!!

    ResponderEliminar
  19. Vou ter de fazer...pois convida a isso! Bjs

    ResponderEliminar
  20. Olá Susy:)

    Que pão delicioso! Bom para barrar o doce:)

    Bom fim-de-semana!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  21. Oi Susy, que delícia de pão, hummmmm
    Maravilhoso...
    Querida, estou passando p/desejar uma semana de muita paz, sucesso e principalmente muito abençoada p/vcs
    Bjssssssssssss

    ResponderEliminar
  22. Madre mia que maravilla de pan, que color mas precioso tiene, y que pinta de casero y rico, me ha encantado. Mil besicos cielo

    ResponderEliminar