Nunca desistas de viver - Sofia Lisboa

Sinopse
Às vezes, um simples telefonema pode partir uma vida ao meio.
- Sofia, há qualquer coisa esquisita com as suas análises.
Foram nove palavras apenas, num domingo radioso, de um Verão que chegava ao fim. Iria começar um longo Outono para Sofia Lisboa, e um Inverno sem fim.
Antes do telefonema, a vocalista dos Silence 4 não tinha tudo o que queria. Mas tinha muito: um passado que ainda lhe emoldurava as paredes com discos de ouro e platina, e muitas recordações gloriosas de palcos e tournées. Vivia com o amor da sua vida, dava aulas de fitness com prazer. E, sobretudo, sentia a crescer dentro de si uma nova vida, 14 semanas apenas, e muitas promessas de alegria. Mas o telefonema da médica cortou-lhe a vida em duas metades. O diagnóstico, mais tarde, confirmou um tipo grave de leucemia, quase uma sentença fatal. Nos anos que se seguiram Sofia perdeu quase tudo. A saúde, um filho, o emprego, o marido, a beleza. E até a esperança, a última a morrer, esteve por um fio. Mas há fios que resistem, são mais fortes do que parecem. E houve o amor da mãe, do pai e dos amigos, tantos e tão bons, sempre a ajudar. E também médicos, enfermeiros, colegas de quarto no hospital.
E sobretudo, houve o amor de uma irmã que lhe deu literalmente a vida...




Sofia Lisboa é uma menina de Leiria que o mundo ficou a conhecer através dos Silence 4.
Conheci a Sofia quando me inscrevi num ginásio em Leiria e, apesar desta ser "famosa", era como se não o fosse. A Sofia nunca foi altiva, nem de "nariz emproado", muito pelo contrário sempre foi meiga, atenciosa e sempre atenta aos mais pequenos detalhes, mas que fazem toda a diferença.
Lembro-me que durante algumas aulas a Sofia cantava e eu deslumbrava-me com aquela maravilhosa voz.
Posso afirmar que a minha "curta" viagem naquele ginásio (pois vim para Lisboa em 2009) me deixou saudades, não tanto pelos exercícios mas, pelo companheirismo e boa ambiente que ali se vivia.
Posso agradecer à Sofia e às outras meninas (Vanessa, Célia, Sheila e Stephanie), o facto de vir para Lisboa mais desinibida e mais confiante em mim própria e, também por ter ganho o "gostinho" pelo exercício físico (que ainda hoje mantenho).
Em dezembro de 2013 encontrei a Sofia nas redes sociais e, fiquei perplexa ao saber da sua doença (leucemia linfoblástica aguda). Não podia ser verdade...
Mas, o tempo passa e passa e as pessoas nunca têm tempo para fazer o que realmente lhes vai na alma e, assim nunca mais tive contacto com a Sofia.
Há pouco tempo, também nas redes sociais, vi que a Sofia tinha escrito um livro sobre a sua doença e ao ver a fotografia que era espalhada, pensei:
-Vão entrevistar alguém com a Sofia que também teve leucemia.
Mas, qual foi o meu espanto quando, ao ver a entrevista, constatei que a pessoa na fotografia era afinal a Sofia. Fiquei completamente prostrada e sem forças...



Esta história tocou-me imenso, afinal ela é minha amiga e tem a minha idade. Isto pode acontecer a qualquer pessoa...
A história da Sofia é uma lição para a vida e aplica-se a qualquer situação, é uma história de força de vencer.
Comprei o livro e num dia "devorei-o". Ri e chorei e consegui deslumbrar nesta história a Sofia que eu conheço.
No livro a Sofia escreve uma frase (referindo-se ao ginásio que eu frequentei)  que eu acho que está incompleta. Ela escreve "(...) para além de professora de fitness, eu tinha funções de comercial. (...)" e eu acho que devia acrescentar "(...) e de amiga e confidente. (...)"
Quando soube da apresentação do livro, em Lisboa, nem hesitei em ir, pois iria expressar o meu apoio e dar o meu carinho à Sofia.


A apresentação aconteceu num ambiente muito sereno, muito intimista e com a sala cheia de amigos da Sofia.
Durante a sessão de autógrafos, a Sofia recordou uma história que eu tinha contado no ginásio em Leiria, que eu própria já não recordava. É assim esta menina, sempre amiga e sempre presente.
Força Sofia e cá estarei sempre para ti, pois tu estarás sempre no meu coração .



As autoras
Sofia Lisboa estava a terminar o secundário em Leiria quando foi desafiada para ser vocalista dos Silence 4, grupo de que fez parte desde o inicio (1995) até ao fim (2001). Entrou na Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, durante o período de maior sucesso da nada de Leiria.
Nascida em França em 1977, viveu lá toda a infância, regressando a Portugal em 1988. Fez parte do grupo Ellas com Raquel Ralha, um projeto musical em que cantavam temas de Nancy Sinatra, Edith Piaf, Jane Birkin ou Rita Lee. Fez também parte do espetáculo Cantigas da Rua - As Grandes Músicas de Sempre, dos Grandes Filmes de Sempre. Depois da passagem pelos Silence 4, geriu uma empresa familiar e foi instrutora de fitness em Leiria até lhe ser diagnosticada a leucemia.

Natália Heleno Pereira, prima de Sofia Lisboa, também nasceu em França em 1973. Regressou a Portugal em março de 1978. Licenciada em Línguas e Literaturas Modernas pela Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, vive atualmente em Leiria, e é professora de português desde 1995 e há 2 anos na Marinha Grande.

8 comentários:

  1. Força em todos os sentidos!
    Uma belíssima história de VIDA!
    Bj e bom fim de semana

    ResponderEliminar
  2. linda história minha amiga bjus doces

    ResponderEliminar
  3. No meio de uma história tão complicada há pessoas que estão sempre lá!
    Ainda bem que tudo correu bem.
    Um beijinho

    ResponderEliminar
  4. É um história muito bonita. Por vezes lutar não chega mas, no caso dela nunca desistiu e isso fez com que ela hoje seja uma pessoa extraordinária!

    ResponderEliminar
  5. Uma bela história de força e de coragem!
    Bejinhos,
    http://sudelicia.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  6. Linda história: um exemplo de coragem.
    Bjn
    Márcia

    ResponderEliminar
  7. Un libro para una buena causa, felicidades a Sofía Lisboa, besos
    Sofía

    ResponderEliminar
  8. Acho esta história de vida incrível. A Sofia conseguiu ir buscar forças sei lá eu onde e está de parabéns por isso. Merece tudo de bom.

    http://agatadesaltosaltos.blogspot.pt/

    ResponderEliminar